Quando você se sente amedrontado, você permite que o medo governe cada ato, cada atitude, cada palavra.

    Você, sem perceber, torna-se escravo, prisioneiro do seu próprio medo.

  Você não consegue enxergar nada que esteja além dele.

 Nada que alguém possa fazer,  na tentativa de ajudá-lo, surtirá efeito, se você não procurar, dentro de si mesmo, as armas para enfrentar este inimigo  que, na verdade, está sendo alimentado por você.

 A atitude mais certa nestes momentos é procurar reforçar sua força interior, sua coragem, condições que lhe permitirão sair vencedor não apenas deste combate, mas também de outros que possam surgir no futuro.

 A coragem é uma qualidade que precisa ser exercitada a cada dia.

 Tudo na vida envolve riscos.

 Sem correr riscos, ela seria triste e monótona.

 Aprenda com a borboleta, que ousa romper o casulo para enfrentar o mundo fora dele.

 Sem este ato de coragem ela nunca poderia voar!

 Senhora da Lua

Direitos autorais reservados.

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir: