Deixamos que a rotina se imponha e seja mais forte do que nossa vontade de tentar descobrir novas formas de experimentar velhas situações de vida.

Deixamos que o hábito governe cada um de nossos atos.

Deixamos que o comodismo nos torne preguiçosos.

E assim vamos aos poucos perdendo aquele espírito aventureiro que, quando crianças, nos levava a novas descobertas.

Nos conformamos em viver o previsível, porque é mais cômodo.

Mas a vida nao é estática; viver é estar sempre aberto para aceitar situaçoes novas, ainda que algumas vezes essas situaçoes possam nos trazer alguma inquietaçao.

Viver é participar, é interferir.

Acomodar-se é aceitar ser apenas um espectador.

Todos nós temos condiçoes de acrescentar movimento e emoçao às nossas próprias vidas.

Basta apenas que tenhamos a vontade de dar o primeiro passo.

Senhora da Lua

Direitos autorais reservados.  

 

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir: