COMPAIXÃO

A autoconfiança se constrói pela aprovação;

A compaixão nasce na aceitação.

Quando uma pessoa se sente aprovada pelo seu grupo, ela reforça sua autoconfiança. Por mais que alguém se considere livre e imune às opiniões alheias, sempre haverá dentro de si resíduos do seu tempo de criança, quando buscava a aprovação e reconhecimento de seus atos e progressos.

Quando uma pessoa se sente aceita ela cresce, ela aumenta sua auto-estima. Ela passa a ter condições de se posicionar, de assumir suas opiniões, de contribuir para o crescimento do grupo do qual faz parte.

Compaixão não é somente o impulso de ajudar; compaixão é bem mais do que uma simples ajuda material.

Ter compaixão é compadecer-se do outro; mas, muito mais do que isso, é ser capaz de perceber a exata dimensão das necessidades e carências de quem, naquela hora, mostra-se menos afortunado.

Ter compaixão nem sempre se resume na ajuda imediata, mas sim em enxergar mais longe, criando condições para que o outro consiga construir seu próprio caminho; livre e independente.

Não basta dar o peixe; é preciso ensinar a pescar”.

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir:

VOLTAR