Quem algum dia brincou de pular corda entendeu a importância de saber conciliar seu próprio ritmo ao ritmo de seus companheiros da brincadeira.

Na vida também precisamos constantemente fazer adaptações se quisermos participar, se quisermos conviver.

Se soubermos encarar a vida como um jogo, perceberemos que todo os participantes são igualmente importantes; mas também que todos aos quais nos juntamos trazem consigo características que nem sempre são iguais às nossas.

É esta adaptação que cria as condições indispensáveis a uma convivência amistosa.

Ao procurarmos respeitar e compreender as diferenças de cada um, estamos ao mesmo tempo fazendo com que as nossas sejam compreendidas e respeitadas.

Quando entendermos que todos somos diferentes, teremos muito mais facilidade para aceitarmos nossas próprias características e não sentiremos mais a necessidade de nos ocultarmos atrás de máscaras.

Não perceberíamos a beleza e a perfeição se não nos fosse possível tecer comparações. E esta comparação somente poderá ser feita se existirem os contrastes.

Aceitar as diferentes formas de manifestação é o verdadeiro significado da harmonia.

Senhora da Lua

Direitos autorais reservados

 

 Indique esta Página!

 

Escolha aqui aonde deseja ir: