A maioria de nós tem uma tendência para acumular coisas que já não tem utilidade.

         Às vezes achando que está sendo previdente, às vezes por questões sentimentais; às vezes por hábito. E assim procedendo vai ocupando espaço com coisas que não tem utilidade e impedindo que aquele mesmo espaço possa ser ocupado por outras coisas que poderiam ter utilidade imediata.

        Isso acontece não só com objetos que muitas vezes entulham os armários ou os fundos do quintal. Acontece também com sentimentos, lembrança dolorosa, idéias ultrapassadas.

        É preciso, se quisermos prosperar, ter coragem de jogar fora o entulho. 

        Todos nós sabemos que duas coisas não podem ocupar o mesmo lugar no espaço.         

        Então, ao nos desfazermos daquilo que não tem mais serventia, estamos criando condições para que haja espaço para o novo.

        É preciso aprender a deixar partir aquilo que nos serviu um dia.

É difícil?

Experimente. 

Se você sente o coração apertado ao se separar de algo que foi tão bom ter,

pare um instante.

Feche seus olhos e recorde simplesmente.

Toque com carinho o objeto que foi tão importante em algum momento de sua vida.

Agradeça por ter tido a oportunidade de tê-lo,

agradeça a oportunidade de ter vivido tal momento.

Abençoe o objeto e deixe que ele siga seu destino.

Você estará abrindo espaço para que o novo entre em sua vida.   

 

Senhora da Lua

 

Direitos autorais reservados.

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir: