imagens voando

 

        DESPERTANDO A CORAGEM

           Quando pretendemos atingir o topo de uma montanha sabemos antecipadamente que enfrentaremos enormes desafios; sabemos que haverá momentos de extremo cansaço e que, nestes momentos, sentiremos certamente vontade de desistir; que quase nos arrependeremos de ter tido a idéia da escalada.

          Muitas vezes o medo se apossará de nós e nos sentiremos impotentes diante do desafio que nós mesmos nos propusemos.

          Ás vezes voltar é a nossa maior vontade, mas alguma coisa em nós nos impulsiona e nos empurra para frente. É como se, no íntimo, considerássemos covardia desistir. Nessas horas, se conseguirmos superar este medo e procurarmos imaginar a sensação de vitória que sentiremos ao chegar ao final da escalada, se conseguirmos imaginar a visão que nos espera quando chegarmos ao ponto culminante da montanha, então descobriremos que não somos covardes, que a superação dos desafios nos torna fortes e realizados.

          Na vida de cada um de nós é assim também que acontece. Muitas vezes desanimamos, nos sentimos sem força e sem motivação para continuar. Mas, é nessas horas que devemos olhar para trás e procurar em nossa memória o número de vezes em que quase desistimos de lutar e que algum acontecimento nos impediu de desistir. E vamos lembrar que, apesar da sensação de impotência que sentíamos na época, na medida em que enfrentávamos os desafios, esta sensação pouco a pouco foi se apagando. 

          Alcançar a vitória nem sempre significa realizar um feito grandioso; na maioria das vezes ela é o somatório de pequenos sucessos que acumulamos durante a vida.

          Pense numa forte muralha; ela não foi construída de um único bloco de pedra, mas sim de várias pequenas pedras sobrepostas.

          Lembre-se de cada desafio vencido e você perceberá o quanto forte você é.

Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. ( Lei 9610 de 19/02/1998)

 

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir:

VOLTAR