INFLUÊNCIAS EXTERNAS

  São tantas as palavras que gostaríamos de dizer, são tantos os gestos que gostaríamos de fazer, mas nem sempre nossas emoções caminham no mesmo ritmo de nossa vontade, de nossas intenções.

      Precisamos antes aprender a ouvir nossa voz interior, precisamos deixar que ela nos oriente. Não é nos deixando influenciar pelo tumulto, pelas influências exteriores que conseguiremos encontrar a tranqüilidade necessária que nos permitirá sentir e agir de forma harmoniosa.

     Todos nós recebemos influências do ambiente em que vivemos, dos lugares que freqüentamos. Muitas vezes torna-se difícil não ser contaminado. Mas podemos criar o hábito de “olhar” para dentro e avaliar o quanto estamos sendo influenciados e procurar reagir a esta influência.

    Da mesma forma como nos adaptamos às circunstâncias, também podemos criar hábitos que permitam que nos defendamos desta acomodação.

Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. ( Lei 9610 de 19/02/1998)

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir:

VOLTAR