LEMBRANÇAS

Suely Vieira

 
 

Nao há um minuto igual

àquele que se findou.

 

As ilusões há muito se foram

Deixando apenas lembranças

De um tempo que já não volta.

 

Para que recriar o passado,

Se posso criar o presente?

Por que viver de lembranças,

Se posso tecer esperanças?

Podendo pintar cada uma

Com as cores que eu mesma escolher?

 

Direitos autorais reservados

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir: