Somente quando aceitamos nossos medos

e fraquezas ficamos em condições de superá-los.

Ficamos tristes e deprimidos ao nos conscientizarmos de que também nós temos fraquezas.

Melhor seria se ao invés de nos

entristecermos procurássemos entender as razões que nos levaram a sentir este medo.

As emoções negativas não surgem do nada; elas sempre têm alguma causa.

Não adianta fugir delas. Melhor é encará-las de frente; tentar decifrá-las. Só assim encontraremos os meios para anulá-las; para não deixar que elas nos dominem.

É preciso que aprendamos a nos respeitar

em nossa totalidade; aceitar que também temos imperfeições;

entender que somos pessoas e, como tal, temos quase que a obrigação de lutar para vencer tudo aquilo que nos esteja impedindo de encontrar a harmonia interior.

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir:

VOLTAR