O amor que eu quero

 Suely Vieira

O amor que eu quero tem que ser

Um amor devagarinho

Que eu veja  crescer

De amor suave e meigo,

De ternura, de carinho,

Pouco a pouco, de mansinho,

Como um filete de água,

Correndo despreocupado,

Pelo leito sem ter pressa,

Vai crescendo, aumentando,

Até transformar-se em torrente,

Que explode então um dia,

Fertilizando o caminho.

 

O amor que eu quero...

Será que ele existe?

Amor de dois amigos, dois irmãos,

mãe e filho, filho e irmão

Amigo-amante, amante-irmão...

Amor-puro, amor-suave...

Amor-pecado, amor-paixão...

Amor-castigo, amor-perdão.

 

 O amor que eu quero...

Será que ele existe?

 

Direitos autorais reservados.

 

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir: