.

Por onde andará 

o amor que foi meu um dia?

Perdeu-se no tempo,

Perdeu-se num descaminho,

Perdeu-se na estrada da vida,

O amor que foi meu um dia.

Se fecho meus olhos e mergulho nas lembranças,

Tudo parece ainda tão real...

Os carinhos, os sussurros, 

o toque sensual de suas mãos.

Agora somente em meus sonhos

posso tê-lo novamente.

Só para mim, sem despedidas.

Sem saudades, sem partidas.

Somente em meus sonhos...

Voltar no tempo

Fazer do passado presente.

Trazer para a realidade

o que hoje é apenas lembrança.

Pois o amor que foi meu um dia,

Perdeu-se no tempo,

Perdeu-se na estrada da vida...

Suely Vieira

Direitos autorais reservados. Lei 9610 de 19/02/1998

 

.......

.

 

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir: