PERCEBENDO AS DIFERENÇAS

É mais fácil dividir culpas do que assumí-las sozinho.

É mais fácil adiar soluções difíceis do que tentar resolvê-las quando surgem.

Não deveríamos deixar que, por comodismos ou descaso, pequenos problemas se transformassem em grandes.

Como também não deveríamos deixar que uma simples incompreensão se transformasse em motivo de mágoas.

Se as pessoas são diferentes é compreensível que pensem e ajam de maneiras diferentes também. De que adianta criticar o que não compreendemos ou não aceitamos? Seria bem mais razoável que procurássemos entender os motivos alheios do que simplesmente rotulá-los de errados.

Quantos já não se magoaram com alguém por acreditar que não foram compreendidos ou respeitados. Mas será que eles, em algum momento, tentaram compreender os motivos do outro?

Ás vezes esperamos que as pessoas com as quais lidamos possuam características que estas não possuem. Imaginamos que todos sentem e reagem da mesma maneira.

Mas pessoas são diferentes.

Procurar entender os motivos alheios não significa necessariamente aprová-los, mas nos ajudará a perceber que cada um somente poderá oferecer aquilo que possui.

Quando não esperamos de alguém mais do que esta pessoa pode oferecer, não nos magoaremos com aquilo que ela não nos der.

 Indique esta Página!

Escolha aqui aonde deseja ir:

VOLTAR